Aracniano e outros textos, O

R$50,00

Como existir aos olhos daqueles que não nos olham? A partir de sua experiência singular no cuidado de crianças autistas, o poeta e pedagogo francês Fernand Deligny tateia outros modos de vida: abertos a circunstâncias, repletos de entrecruzamentos, trocas e encontros — um viver em rede, como numa espécie de teia de aranha. Não à toa, Deligny deixou sua marca na obra de Gilles Deleuze e Félix Guattari, sobretudo no conceito de rizoma. Ao longo dos quinze ensaios desta coletânea — organizada por Sandra Alvarez de Toledo e com posfácio do psicanalista Bertrand Ogilvie — é possível vislumbrar a radicalidade de seu pensamento, tanto através de sua escrita poética, aforística e aguda, quanto através de suas cartografias — um dispositivo astucioso para desbancar a primazia da linguagem. É nessa abordagem não invasiva, sem interpretação nem “interpelação”, numa distância deliberada em relação à psicanálise, que Deligny percorre o espaço-tempo silencioso no qual habitam crianças que não falam, que vibram diante do brilho da água e que agarram as abelhas pelas asas, sem machucá-las.

2 em estoque

REF: 9788566943184 Categorias: , Tag:

Autor:
Fernand Deligny

Número de páginas:
256

ISBN:
9788566943184

Editora:
N-1 Edições

ID do produto: 57176

Descrição

 

Informação adicional

Peso 0.330 kg