A obra trata de um conjunto de livros em que o autor publica os estudos que realizou nas últimas quatro décadas sobre temas da sociologia do direito. Neste livro, analisa, em contextos temporais e espaciais muito distintos, os diferentes e complexos modos como a ordem jurídica, o direito e os tribunais refletem os processos de transformação social e simultaneamente os influenciam. As condições dentro das quais o direito pode ser mobilizado para melhorar a de vida dos grupos e classes sociais mais vulneráveis, diminuir a injustiça social, a desigualdade e a discriminação são condições muito exigentes, e a experiência social e política dos anos mais recentes faz prever que tais condições sejam cada vez mais difíceis de obter e que, consequentemente, o direito sirva cada vez mais incondicionalmente os interesses das classes dominantes e das forças conservadoras, tanto no plano social como nos planos político e cultural. No entando, a tensão entre usos hegemônicos e usos contra-hegemônicos permanece, como alguns dos estudos incluídos neste livro revelam.