Mais Livros Menos Armas!

Contribuição à crítica da filosofia do direito de Hegel – introdução

R$4,00

Um dos eixos centrais da metodologia de Marx é a “centralidade do presente” para o conhecimento dos fenômenos históricos. Com essa expressão, entende-se a história como um processo em permanente desenvolvimento e o presente como momento privilegiado para se entender o passado. É a anatomia do homem que permite conhecer a anatomia do macaco – e não o contrário. É também a existência do capitalismo plenamente consolidado que possibilita ao estudioso olhar para as sociedades pré-capitalistas e captar os sinais indicativos da desintegração daquela formação social e anunciadores das possibilidades de desenvolvimento futuro. Não se trata, evidentemente, de projetar o presente no passado, o que faria da história um presente permanente, uma entidade atemporal. O que interessa a Marx é atentar para o processo histórico como um fluxo formado por continuidades e descontinuidades, em que o mais desenvolvido serve para compreender o menos desenvolvido e as tendências que anunciam a sua transformação.

Pode-se aplicar o mesmo princípio para a compreensão do desenvolvimento do pensamento do próprio Marx. O Capital é a obra em que o pensamento marxiano realiza-se plenamente. É a partir desse ponto mais desenvolvido de sua trajetória que se pode entender o sentido de sua trajetória intelectual. O presente texto deve ser lido nesse registro: como um importante momento de inflexão em que o autor dá um passo à frente, superando parcialmente o caráter abstrato e filosofante de seus textos anteriores e anunciando os novos rumos que tomará a produção científica da maturidade.

Autor:
Karl Marx

Número de páginas:
56

ISBN:
9788577431595

Editora:
Expressão Popular

Informação adicional

Peso 0.075 kg
Aguarde

Livraria e Editora Expressão Popular

Receba nossos informativos!