Dia de matar porco

R$39,90

Ariosto Ducchese escapou de uma morte por hemorragia depois de sangrar por dias. No quarto do hospital, ele vê sua mãe, já falecida — o fantasma dela ou efeito dos medicamentos? Com isso, ressurgem também todas as memórias e assombrações da vida no campo deixada para trás há mais de trinta anos, as relações familiares, os rituais — incluindo o dia de matar porco, quando os meninos se credenciam para as atividades da vida adulta.

Ariosto, hoje advogado bem-sucedido, refaz seu caminho de volta a Pau D’Arco, sua cidade natal, relembrando todos os tipos de emprego, as moradias e as experiências, até chegar e se estabelecer em Porto Alegre. Ele reconta a história da sua vida — para ele mesmo, e para seus leitores — e examina questões literárias, filosóficas e culturais, retornando a um ambiente de brutalidade, mas de muita união, onde se forjou o homem nas veias da terra.

Charles Kiefer é natural de Três de Maio (RS), onde nasceu em 5 de novembro de 1958. Estreou na ficção em 1982 com “Caminhando na chuva”, novela que já vendeu mais de cem mil exemplares. Ganhou três vezes o Prêmio Jabuti: em 1985, com a novela “O pêndulo do relógio”; em 1993, com o livro de contos “Um outro olhar”; e em 1996, com “Antologia pessoal”. Conquistou uma série de outras premiações, entre elas o Prêmio Guararapes, da União Brasileira de Escritores, o Prêmio Afonso Arinos, da Academia Brasileira de Letras, e o Prêmio Altamente Recomendável para Adolescentes, pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Tem mais de trinta livros publicados no Brasil, na França e em Portugal, lançados por editoras como Ática, Leya e Record.

Fora de estoque

REF: Dia de matar porco Categorias: , Tag:

Autor:
Charles Kiefer

Número de páginas:
112

ISBN:
9788583180500

Editora:
Dublinense

ID do produto: 33993

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Dia de matar porco”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *