Florestan Fernandes e a Revolução

R$80,00

Este kit tem como função auxiliar a luta política anticapitalista discutindo sobre a Revolução e o método marxista (O que é Revolução, Poder e contrapoder na América Latina, Nós e o Marxismo) e as bases da realidade concreta de intervenção na realidade (Reflexões sobre a construção de um instrumento político, Significado do protesto negro). Boa leitura!

O que é revolução? – Para Florestan Fernandes, a burguesia brasileira tornou-se antissocial, antinacional e antidemocrática e a revolução operária desponta como a única via capaz de superar as mazelas do capitalismo dependente e criar as condições históricas para o aparecimento de um Estado democrático independente. Ele nos dá uma visão panorâmica dos padrões da revolução burguesa na histórica do capitalismo, da particularidade da revolução burguesa no capitalismo dependente e dos desafios que devem ser enfrentados pelos que lutam pela revolução operária no Brasil.

Reflexões sobre a construção de um instrumento político – Para Fernandes, o socialismo surge criticando, entre outros elementos, “o Estado capitalista como modalidade de democracia restrita, apesar das constituições e das eleições”. Com isso em vista e um século de experiências de revolução e contrarrevolução, o autor identifica duas questões centrais para a condução das práticas do partido, e ao longo do texto busca subsidiar a reflexão sobre o assunto: “1ª) A social-democracia, adulterada para servir às nações capitalistas centrais, é viável na periferia e nela perderia o caráter de uma capitulação dos trabalhadores e dos assalariados de outros escalões ao despotismo do capital? 2ª) O Partido manterá a natureza de uma necessidade histórica dos trabalhadores e dos movimentos sociais radicais se preferir a ‘ocupação do poder’ à ótica revolucionária marxista?”

Nós e o marxismo – Discute o revisionismo e propõe uma abordagem atualizada da proposta marxista original para a luta de classes que parta da observação da realidade, no caso, a brasileira.

Poder e contrapoder na América Latina – Calcado na teoria social desenvolvida por K. Marx (e F. Engels) e em seu vasto acúmulo teórico no campo da sociologia, Florestan analisa fenômenos políticos como o fascismo, as guerrilhas e o desenvolvimento do capitalismo – e as características que ele assume – na América Latina. Como é próprio da sua sociologia crítica e militante, sua análise teórica leva em conta os sujeitos e as classes sociais em luta, ou seja, não é apenas um exercício intelectual desvinculado da realidade, mas uma rigorosa análise da sociedade com vistas a contribuir para o fortalecimento da organização dos “de baixo” numa perspectiva de superação da ordem capitalista.

Significado do protesto negro – A pretensa democracia racial tornou-se indefensável e o racismo é visto como um dos impasses a se rem solucionados para a construção de um Brasil mais justo e igualitário. Vários foram os pensadores socialistas e de esquerda, negros e brancos, homens e mulheres, que contribuíram para a formação dos ativistas que construíram e constroem esse movimento. Florestan Fernandes foi um deles. Um lutador socialista e de esquerda que destinou seu prestígio e autoridade teórica e política em favor da luta de combate ao racismo. O que fica explícito em seus estudos e livros publicados e em parte presentes no conjunto de textos apresentado nessa nova edição de Significado do Protesto Negro. São textos que relacionam capitalismo e racismo para que se compreenda a desigualdade racial e a condição de pobreza da população negra que os representantes das elites da casa-grande, com o golpe em curso no Brasil, tentam manter como garantia da manutenção de seus privilégios e postos de mando e opressão, o que, juntos com Florestan Fernandes, aprendemos a enfrentar.

REF: 9788577432639 9788577432967 9788577430901 9788577433537 9788577433360 Categorias: , Tags: ,

Autor:
Florestan Fernandes

Número de páginas:
-

ISBN:
-

Editora:
Expressão Popular

ID do produto: 43152

Descrição

 

Informação adicional

Peso 0.591 kg