Histórias de cronópios e de famas

R$49,90

A mais cortazariana das obras de Julio Cortázar, Histórias de Cronópios e de Famas, escrito nos anos 50, em Roma e Paris, e publicado em 1962, um ano antes do já clássico O jogo da amarelinha, pode ser considerado uma boa “porta de entrada”, o melhor cartão de visita para o leitor ainda não familiarizado com o inventivo universo de Julio Cortázar. Nas quatro partes de Histórias de cronópios e de famas estão presentes o gosto pelo insólito, o humor levemente melancólico e a poesia de uma inocência quase infantil que caracterizam as principais obras de Cortázar. O autor lança um olhar puro sobre as coisas à sua volta, promovendo uma espécie de reinvenção do mundo. Os cronópios são criaturas verdes e úmidas, que gostam de cantar e recitar versos, mas muito distraídas, vivem perdendo o que têm nos bolsos, são atropeladas e choram. Muito diferentes são os famas, organizados e práticos, o que não impede que sejam os cronópios a sentirem por eles uma compaixão infinita. São narrativas curtas, mas um intenso exercício literário, e que reunem as principais características presentes em todas as suas obras.

1 em estoque

REF: Mal-estar na atualidade - a psicanálise e as novas formas de subjetivação Categorias: , , Tags: ,

Autor:
Julio Cortázar

Número de páginas:
128

ISBN:
9788520002032

Editora:
Record

ID do produto: 34750

Descrição

 

Informação adicional

Peso 0.170 kg