Jaula de aço, A – Max Weber e o marxismo weberiano

R$42,00

A jaula de aço inova ao mostrar analogias possíveis entre teorias tão divergentes quanto a do liberal Max Weber e Karl Marx, um dos fundadores do comunismo. Autor de diversas obras sobre Walter Benjamin e Marx, Löwy agora se debruça sobre as teorias weberianas menos conhecidas – como a “jaula de aço”, que dá nome ao livro –, revela as críticas do pensador ao capitalismo e sua corrida desenfreada pelo lucro, que encerra a humanidade em um sistema implacável e a levará a um futuro sombrio.

A partir da tese weberiana de que a sociedade capitalista é a “jaula de aço” em que vivemos, Löwy aborda a temática do pessimismo cultural e elabora um diagnóstico da civilização capitalista burocrática – “dura como aço” – e o futuro que nos reserva. Estamos condenados à servidão dos novos tempos? Para o sociólogo, essa não era a convicção de Marx e no caso de Weber, encontra “uma janela aberta para a utopia”, ou seja, a associação do pessimismo da razão com o otimismo da vontade em um famoso estudo sobre as “afinidades eletivas” entre a ética protestante e o espírito do capitalismo. “Marx e Weber são indispensáveis para compreender o mundo em que vivemos, pois, mais do que nunca, somos submetidos ao poder total de forças impessoais – o mercado, as finanças, a dívida, a crise, o desemprego – que se impõem aos indivíduos como um destino implacável. Jamais como em nossa época as regras de aço da civilização capitalista industrial moderna exerceram tamanha coerção sobre as populações”, afirma Löwy.

O livro se divide em três partes – Weber, Marx e a “jaula de aço”; Max Weber sobre as afinidades eletivas; e Marxismo weberiano – e conta com capítulos destinados a analisar a influência anticapitalista que Weber exerceu sobre outros grandes pensadores, como Walter Benjamin, Maurice Merleau-Ponty, Ernst Bloch, além do icônico filósofo Lukács. No prefácio a esta edição, o autor aborda ainda o marxismo weberiano no Brasil.

Saudado pela crítica internacional, A jaula de aço se consolida como uma importante obra para se entender o até então pouco explorado universo de afinidades e complementariedade entre Marx e Weber e dar nova luz às teorias de dois dos maiores intelectuais da história mundial, que deixaram rastro profundo nas ciências humanas e na cultura do século XX.

Fora de estoque

REF: Jaula de aço, A - Max Weber e o marxismo weberiano Categorias: , , Tags: ,

Autor:
Michael Löwy

Número de páginas:
138

ISBN:
978-85-7559-401-8

Editora:
Boitempo

ID do produto: 6512

Descrição

michael-lowyMichael Löwy nasceu em São Paulo em 1938, filho de imigrantes judeus de Viena. Estudou ciências sociais na USP em 1960. Foi um dos fundadores da Política Operária (POLOP), também em 1960. Doutorou-se na Sorbonne com Lucien Goldmann em 1964 com uma tese sobre o jovem Marx. Vive em Paris desde 1969, onde trabalha como diretor de pesquisa do CNRS (Centre National de la Recherche Scientifique). É autor de livros e artigos traduzidos em 22 idiomas. Entre seus livros publicados no Brasil, destacam-se O pensamento de Che Guevara (Expressão Popular), Ideologias e Ciências Sociais (Cortez), Política do desenvolvimento desigual e combinado (Sundermann),  Afinidades Revolucionárias (Unesp), Revolta e Melancolia (Boitempo) e agora, O Marxismo na América Latina, pela Fundação Perseu Abramo e Expressão Popular.

Informação adicional

Peso 0.214 kg