Oferta!

Kit Amazônia e Brumadinho

R$81,00 R$58,00

Descrição

Gilberto de Souza Marques é amazônico do Amapá, professor da Faculdade e do Programa de Pós-Graduação em Economia da UFPA. Sua atividade acadêmica se associa aos movimentos sociais. Junto a Indira Rocha Marques, escreveu e publicou Luta Camponesa e Reforma Agrária no Brasil (Sundermann, 2015).

O Instituto Tricontinental de Pesquisa Social é uma instituição internacional, orientada pelos movimentos populares, focada em estimular o debate intelectual para o serviço das aspirações do povo.

Charles Trocate é escritor, filósofo e educador popular, integra a coordenação nacional do Movimento pela Soberania Popular na Mineração (MAM). É um dos organizadores da coleção “A questão mineral no Brasil” pela editora Iguana. É membro da Academia de Letras do sul e sudeste do Pará-ALSSP, e autor de vários livros de poesia, entre eles, Ato primavera, Expressão Popular (2007). Em 2017, publicou Quando as armas falam, as musas calam?, um balanço das lutas populares amazônicas em seu itinerário de enfrentamentos à espacialização dos capitais destrutivos sobre a região.

Tádzio Peters Coelho é professor do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e pesquisador do grupo de pesquisa e extensão Política, Economia, Mineração, Ambiente e Sociedade (PoEMAS). Também é membro do Grupo de Trabalho Fronteras, Regionalización y Globalización em América do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO) e professor colaborador da Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF). Doutorou-se em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e autor do livro Projeto Grande Carajás: 30 anos de desenvolvimento frustrado (Rio de Janeiro: Ibase, 2014)

Dom Vicente Ferreira foi nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte (MG) em 2017. É doutor em Ciência da Religião (UFJF), com estágio pós-doutoral em Teologia (FAJE). É graduado em Filosofia (UFJF) e em Teologia (FAJE). Autor de várias obras, integrante da Sociedade de Estudos Psicanalíticos de Juiz de Fora, foi formador de estudantes Redentoristas de Teologia em Belo Horizonte. Tornou-se religioso da Congregação Redentorista, na Província do Rio de Janeiro, em 1992. Ordenou-se sacerdote em 1996. Na Congregação Redentorista, dedicou-se à Província do Rio de Janeiro, Minas e Espírito Santo. Foi promotor vocacional, formador, vigário paroquial, participou de importantes trabalhos missionários e, por quase uma década, exerceu o ministério de Provincial da Congregação.

Informação adicional

Peso 0.635 kg