Mapa da questão nacional, Um

R$76,00

Poucos fenômenos políticos revelaram-se tão confusos e difíceis de compreender quanto a nação e o nacionalismo. Não há consenso mínimo sobre eles. O que é a identidade nacional? Qual sua gênese? Que papéis históricos cumpriu? Qual o futuro das nações no século que se inicia? Os Estados nacionais são meras sobrevivências de um passado em via de superação ou permanecem sendo estruturas insubstituíveis na organização da convivência humana? Prevalecerá o papel progressista e emancipatório das comunidades nacionais, como espaços de construção da cidadania, ou elas se deixarão dominar, como também já ocorreu tantas vezes, pelo exclusivismo étnico e o militarismo? “Um mapa da questão nacional” aborda essas e outras perguntas, reunindo contribuições de alguns dos teóricos mais importantes de ontem e de hoje.

O livro apresenta uma ampla gama de ideias divergentes. Partindo de textos vigorosos que afirmam as posturas liberal e socialista clássicas, escritos por Lord Acton e Otto Bauer, segue-se um debate histórico-sociológico entre Ernest Gellner e Miroslav Hroch, um frisando as ligações entre o nacionalismo e a superação das sociedades agrárias, o outro enfatizando a variabilidade do fenômeno, bem como suas raízes antropológicas. John Breuilly e Anthony D. Smith, dois dos mais eminentes especialistas britânicos, fazem um contraponto um ao outro, tecendo considerações sobre a importância das lideranças políticas e a permanência das comunidades étnicas na construção dos movimentos nacionalistas. Gopal Balakrishnan, numa crítica afiada ao estudo clássico “Comunidades imaginadas”, de Benedict Anderson, e Partha Chatterjee, do Círculo dos Estudos Subalternos, oferecem visões cruciais sobre as limitações da abordagem iluminista da nacionalidade, como o fazem Sylvia Walby e Katherine Verdery, com suas reflexões sobre os entrelaçamentos entre a política da nação, do gênero e da identidade. O sociólogo Michael Mann refuta enfaticamente a ideia de que o Estado nacional se esgotou. Por fim, relacionando diretamente as questões teóricas com a política de nossa época, Eric Hobsbawm, Tom Nairn e Jürgen Habermas discutem, com graus variáveis de otimismo e pessimismo, o futuro dos projetos nacionais.

3 em estoque

REF: Mapa da questão nacional, Um Categorias: , , Tag:

Autor:
Gopal Balakrishnan (org.); Otto Bauer, Hobsbawn e outros

Número de páginas:
336

ISBN:
9788585910365

Editora:
Contraponto

ID do produto: 27185

Informação adicional

Peso 0.466 kg

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Mapa da questão nacional, Um”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *