Minha Vida – a autobiografia de Leon Trotski

R$60,00

Em 1986, Paulo Leminski escreveu um belíssimo ensaio biográfico sobre Trotski, denominado Leon Trotski – A paixão segundo a revolução. Nas primeiras linhas do primeiro capítulo, intitula do “Enquanto os mongóis não vêm”, o poeta curitibano escreveu: “Os artistas, dizem, vão mais fundo que os colecionadores de dados e datas. Se você quer entender a Rússia, não perca tempo lendo manuais de história. Comece logo lendo Os irmãos Karamazov, de Dostoievski”. A partir daí, Leminski descreve os fatos da Revolução Russa, a vida de Trotski, a liderança de Lenin, o papel de Stalin e o destino do povo russo em uma linha paralela à trama magistral de Dostoievski.

A história da Rússia seria a história do embate de distintos princípios, representados pelos irmãos Aliocha, o russo místico, Ivan, o ocidentalista, Dmitri, o selvagem impulsivo, Smerdiakov, o servo oprimido e pelo velho Karamazov, o patriarca tirano. Que fato curioso e revelador! Leminski pretende prestar uma homenagem à genialidade de Dostoievski em representar o espírito humano, mas acaba revelando sua própria sensibilidade e aguda percepção. Evidentemente, essa visão da história russa como uma luta entre “princípios” não é nova e, claro, poderia ser objeto de muitas críticas. Mas no que diz respeito a Trotski, ele capta o essencial, e o introduz no próprio título do ensaio: paixão! (“Os artistas, dizem, vão mais fundo que os colecionadores de dados e datas…”).

Em um simples título, Leminski foi mais fundo do que tantos historiadores! O livro que o leitor tem em mãos é, também, um livro sobre paixão. Porque não é possível entender Trotski – o revolucionário, o escritor, o militar, o economista, o administrador – por fora desse sentimento tão humano, tão comum, em maior ou menor grau, a todos nós. Porque aliada à uma profunda compreensão racional do processo histórico, a paixão que ardeu no coração de Trotski o levou mais longe do que todos os outros revolucionários de sua geração, à exceção, talvez, de Lenin. Aquele que deseja uma biografia ou uma história imparcial, quimicamente pura, melhor fará em colocar este volume de lado e tentar a sorte em uma obra de outro tipo. Como o próprio autor reconhece, esta autobiografia não é um retrato impassível de sua vida. É um capítulo dela. E a vida de Trotski, desde sua adesão à causa revolucionária, aos dezessete anos, até o último minuto, foi luta. Uma luta apaixonada.

19 em estoque

REF: Minha Vida - a autobiografia de Leon Trotski Categoria Tags: ,

Autor:
Leon Trotsky

Número de páginas:
644

ISBN:
9788595400283

Editora:
Usina Editorial

Informação adicional

Peso 0.886 kg
Aguarde

Livraria e Editora Expressão Popular

Receba nossos informativos!