O Capital frente ao seu declínio

R$15,00

Aos 200 anos do nascimento de Marx, é possível dizer que nos encontramos em um momento histórico estratégico de transição, no qual seria possível evidenciar, participar e estabelecer relações entre o desenvolvimento do capital a juros global, enquanto forma de crescimento em um modo de acumulação próprio das velhas formações sociais do capitalismo, e uma Grande e Nova Formação Social Emergente, integrada por uma diversidade de formações sociais particulares.

Consideramos que esta transição está em franco processo, sujeita a enormes forças em luta, cuja mais importante manifestação concreta ocorre no terreno da subordinação do valor de troca ao valor de uso, e por tanto na subordinação do trabalho produtivo, na forma, pelo trabalho produtivo no conteúdo. Nessa luta, pode ser decidida nossa própria possibilidade como espécie.

 

Autor:
Andrés Piqueras e Wim Dierckxsens (orgs.)

Número de páginas:
112

ISBN:
9788577433438

Editora:
Expressão Popular

Descrição

Win Dierckxsens é coordenador do Observátorio Internacional da Crise (OIC) e presidente do Conselho Diretor do
Departamento Ecuménico de Investigaciones (DEI), Costa Rica. Foi funcionário das Nações Unidas e pesquisador da
Universidade de Tilburg, Holanda.

Andrés Piqueras é professor titular de Sociologia na Universitat Jaume I de Castellón, onde foi diretor do Observatori Permanent de la Immigració. É membro do Observatório Internacional da Crise (OIC). Coordenou programas de doutorado
e mestrado sobre Desenvolvimento.

Walter Formento é diretor do Centro de Investigaciones en Política y Economía (Ciepe), Argentina, e membro do OIC. Rémy Herrera é economista, pesquisador e professor da Universidade de Paris I, Panthéon-Sorbonne, e membro do OIC.

Paulo Nakatani é economista e professor da Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, e membro do OIC.

Informação adicional

Peso 0.141 kg
Aguarde

Livraria e Editora Expressão Popular

Receba nossos informativos!