Promoção!

Questão Agrária no Brasil, A – V.1 – O debate tradicional – 1500-1960, A

R$27,00 R$20,00

Neste volume, reunimos os principais pensadores que, de certa forma, debateram a questão agrária na década de 1960, aglutinados em quatro vertentes do pensamento crítico. A primeira vertente é a corrente de pensamento hegemonizada pelo PCB, na época o principal partido de esquerda. Entre os pensadores que defenderam a corrente oficial do partido estão Nelson Werneck Sodré, Alberto Passos Guimarães e Moisés Vinhas. A segunda foi a corrente dissidente, representada pelas teses de Caio Prado Júnior. Membro atuante do partido, Caio Prado teve com o mesmo discordâncias fundamentais na interpretação da questão agrária, na interpretação da formação histórica do Brasil e na idéia do que seria a revolução brasileira. A terceira corrente foi a “escola cepalina” que, por influência de seu fundador e principal intelectual, Raul Prebisch, transformou-se, nas décadas de 1950 e 1960, num centro de pesquisa e de difusão de estudos e interpretações do nosso continente. No Brasil, as figuras mais proeminentes desse órgão foram Celso Furtado e Ignácio Rangel.

REF: Questão Agrária no Brasil, A – V.1 Categoria Estudos Agrários Etiquetas: Coleção A Questão Agrária, Expressão Popular, João Pedro Stedile

Autor:
João Pedro Stedile - org.

Número de páginas:
304

ISBN:
9788587394682

Editora:
Expressão Popular

Informação adicional

Peso 0.37 kg
Aguarde

Livraria e Editora Expressão Popular

Receba nossos informativos!