UPPs – governo militarizado e a ideia de pacificação

R$47,00

Neste livro, a autora Júlia Valente faz uma análise crítica do projeto das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), procurando entender de que modo ele aparece como uma resposta possível para os problemas urbanos e de segurança na cidade do Rio de Janeiro. Em primeiro lugar, volta-se à importação do ideal civilizatório pelo Brasil no início do século XIX e o surgimento da polícia e de uma questão urbana na cidade do Rio de Janeiro. Em seguida, trata-se do aspecto da “pacificação” das UPPs, retomando o sentido que essa ideia teve ao longo da história do Brasil, em especial como subjugação dos povos indígenas e como repressão às insurreições da primeira metade do século XIX. Em um segundo momento, volta-se à configuração da governamentalidade policial no Rio de Janeiro e no Brasil, do surgimento das polícias à racionalidade governamental do neoliberalismo. Por fim, trata-se dos mecanismos que a governamentalidade neoliberal assume na gestão da questão urbana no Rio de Janeiro, a partir das ideias de “urbanismo militar” e “empresarialismo urbano”. Nesse contexto, a política das UPPs guarda proximidades com as ocupações das favelas em Porto Príncipe pela MINUSTAH, os territórios palestinos ocupados por Israel, acontrainsurgência estadunidense no Iraque e Afeganistão e os Proyectos Urbanos Integrales em Medellín, nos quais se inspirou. Mas condizem também com o ideal do empresarialismo urbano, modelo baseado na competitividade das cidades orientada para o mercado. Trata-se, portanto, de um projeto de controle militarizado das favelas, necessário para os megaeventos e para a construção de uma imagem de cidade maravilhosa.

2 em estoque

REF: UPPs - governo militarizado e a ideia de pacificação Categorias: , , Tag:

Autor:
Julia Valente

Número de páginas:
192

ISBN:
9788571065635

Editora:
Revan

ID do produto: 10608

Informação adicional

Peso 0.242 kg